Cataratas do Iguaçu merecem título de Maravilha do Mundo

Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu
As Cataratas do Iguaçu são formadas por um conjunto de quase 300 cachoeiras (Fotos: Juliana Ribeiro)


O que saber antes de ir

 

As Cataratas do Iguaçu ficam dentro do Parque Nacional do Iguaçu , aberto diariamente de 9h às 17h. Para entrar, o ingresso custa R$ 37 reais para adultos e R$ 10 para crianças ou pessoas a partir de 60 anos, brasileiros ou de países do Mercosul. É possível comprar o ingresso no local, mas quem quiser se antecipar, pode comprar a entrada pela internet. Compre aqui

O valor do ticket de entrada inclui transporte ilimitado dentro do parque (ônibus panorâmicos) porque apenas os veículos de empresas turísticas cadastradas podem entrar no local

De Foz do Iguaçu até a entrada do parque são 10,5 quilômetros. O trajeto é bem tranquilo e pode ser feito em carro particular, táxi, ônibus do transporte público ou ônibus de turismo. Peça informações na recepção do seu hotel

A estrutura de visitação turística é muito boa e atende a todos os gostos e necessidades, inclusive, com opções de acessibilidade. Há oferta de esportes radicais, trilhas, passeios de barco e acesso facilitado à passarela que leva à borda do precipício da Garganta do Diabo

Alguns passeios dentro do parque devem ser pagos à parte: Trilha do Poço Preto e Macuco Safari. Esses ingressos podem ser adquiridos no local (dinheiro ou cartão), pela internet ou nas agências de turismo de Foz do Iguaçu

A Trilha das Cataratas pode ser feita em, aproximadamente, 30 minutos e, apesar de tranquila, exige roupas e sapatos bem confortáveis

Se for fazer o “passeio molhado” do Macuco Safari, leve roupa para se trocar porque o barco entra embaixo da cachoeira

O Parque do Iguaçu é patrimônio mundial da humanidade e uma das sete maravilhas do mundo


Leia também:
Foz do Iguaçu, Compras em Ciudad del Este, Compras no Duty Free Puerto Iguazu

 

Como chegar

O Parque do Iguaçu fica a apenas 28 km do centro de Foz do Iguaçu e o acesso é ao local é bem fácil. Há estacionamento para quem for de carro particular.

Ônibus panorâmico do Parque do Iguaçu, em Foz do Iguaçu
Ingresso do Parque do Iguaçu dá direito a usar o ônibus panorâmico

Táxi e ônibus urbano também são opções, mas os únicos veículos que podem entrar no parque são os ônibus de turismo previamente contratados.

O ingresso de entrada dá direito a usar os ônibus panorâmicos do parque, que ficam indo e vindo e parando em todos os pontos dentro do parque.

 

Veja como chegar ao Parque Nacional do Iguaçu.


Minhas dicas

Mapa turístico do Parque do Iguaçu
Veja mais informações sobre o Mapa Turístico do Parque do Iguaçu no site http://www.cataratasdoiguacu.com.br


Entre a Estação Centro de Visitantes (entrada do parque) e o ponto final, há quatro pontos de ônibus: Parada Trilha do Poço Preto, Parada Macuco Safari, Parada Trilha das Cataratas e Estação Espaço Porto Canoas (ponto final), onde há uma praça de alimentação e infraestrutura para quem quiser ficar mais tempo no local.


Parada Trilha do Poço Preto

Primeira opção de passeio dentro do Parque Iguaçu. É possível andar de barco antes do início das quedas. Veja aqui mais detalhes sobre o local e o valor do ingresso.


Parada Macuco Safari

O ingresso é pago a parte e custa R$ 215,40 por adulto e R$ 107,70 para crianças e pessoas da terceira idade. Pode ser comprado no local, pela internet ou em agências de viagem. Apesar do preço alto, recomendo muito o passeio. Compre aqui o ingresso.

A aventura consiste em subir em um carro aberto que passa por uma trilha estreita e asfaltada, dentro da mata, ouvindo o guia falar sobre a história do parque e das Cataratas. Quando se chega na margem do Rio Iguaçu, há banheiros e armários para quem quiser guardar os pertences. O aluguel do armário, disponível em três tamanhos, deve ser pago no local e custa R$ 10.

Passeio molhado

 

 

Nessa hora, o guia vai perguntar se você quer “passeio seco” ou “passeio molhado”. Se a opção for o último, a indicação é ficar descalço, usar roupas que podem molhar e NÃO levar equipamentos eletrônicos sem proteção contra a água.

Daí, é só colocar os coletes salva-vidas, pegar o elevador que desce meio na horizontal (chamado de funicular em alguns lugares) e, na beira da água, entrar em um dos barcos que parecem uma lancha com boias dos lados. Depois de um trajeto curto subindo o rio, que é bem tranquilo nessa parte, há uma parada para fotos. Do lado direito é Argentina e do esquerdo é Brasil.

Cataratas do Iguaçu vistas do barco do Macuco Safari
Preparação para o banho de cachoeira. Bem ao fundo, a Garganta do Diabo e a famosa passarela (à esquerda, no alto)


No passeio seco, acho que a novidade é só a vista bonita. Já no “passeio molhado”, a grande diferença é que o barco entra embaixo de uma das cachoeiras. Uma, duas, três vezes. No início, é um susto, mas depois a água nem parece mais tão gelada e dá vontade de continuar a brincadeira.  Porém, o barco faz meia volta e deixa um gostinho de quero mais.

 

 

Minha decepção com o fim do passeio foi resumida por uma menina, de uns 8 anos, sentada atrás de mim no barco. Quando percebeu que estávamos voltando, ela começou a chorar e pediu: “Mãe, não estamos indo embora, né? Fala para o moço voltar, fala”! Ri sozinha porque deu vontade de fazer o mesmo.


Parada Trilha das Cachoeiras

 

Em frente ao belíssimo Belmond Hotel das Cataratas , é o local onde começa a caminhada às margens do Rio Iguaçu que termina na Estação Espaço Porto Canoas.

 

Mirante nas Cataratas do Iguaçu
Mirante da Parada Trilha das Cachoeiras é de encher os olhos


Ao sair do ônibus, a primeira olhada já tira o fôlego. Do mirante dá para ver um paredão de cachoeiras enormes, a perder de vista. Nem dá para contar. O encantamento só aumenta à medida que a caminhada continua. Do lado esquerdo um paredão com árvores e, do lado direito, uma infinidade de cachoeiras. Cada uma mais linda que a outra.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mirantes

O trajeto é fácil porque a trilha é relativamente plana e cimentada. Há poucos degraus e declives pelo caminho e corrimões pelo caminho.

 


Para tirar fotos, há mirantes espalhados pelo caminho, alguns até com fila. Não façam como eu que, sem perceber, furei a fila para fazer fotos.

Depois de uns 30 minutos, a trilha termina em frente à famosa passarela sobre o rio.

 


Estação Espaço Porto Canoas

Ponto final da trilha das Cataratas e dos ônibus, é onde devem descer as pessoas com dificuldade de locomoção ou quem, simplesmente, não quer fazer a Trilha das Cataratas. Para chegar ao rio, é só descer por uma rampa ou pelo elevador panorâmico. Os dois meios dão fácil acesso à passarela que leva até a borda do precipício próximo à Garganta do Diabo.

 

Cataratas do Iguaçu e acessibilidade
Elevador panorâmico e rampas (à esquerda) garantem acesso facilitado à passarela sobre o rio


Quem não quiser se molhar ao cruzar a passarela, tem que usar capa de chuva.

 


Quem optou por fazer a Trilha das Cachoeiras e, ao final, quer ir para os restaurante, é só usar as rampas ou o elevador.
Lá de cima, é hora de fazer as fotos mais lindas do passeio. Mesmo tendo caminhado ao longo das quedas d’água, só nesse momento tive consciência da grandiosidade das Cataratas do Iguaçu. Simplesmente maravilhosas!

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Restaurante

Nessa estação final há uma boa infraestrutura para os turistas, com banheiros, praça de alimentação parecida com a de um shopping center e o Restaurante Porto Canoas,  que tem uma boa comida pelo preço único de R$ 59 por pessoa, além de oferecer música ao vivo.


Garganta do Diabo

Sentando no deck, é possível ver o Rio Iguaçu ainda plano, antes do início das quedas. O destaque é olhar, ao longe, a névoa (parece fumaça) que sai da Garganta do Diabo, a maior das quedas do Parque do Iguaçu e que tem o formato de U. Essa mesma “fumacinha” é tão forte que pode ser vista do avião (poltronas A), pouco antes do pouso no aeroporto de Foz do Iguaçu.

Restaurante Porto Canoas e Garganta do Diabo
Restaurante Porto Canoas é opção para quem quer almoçar olhando o início da Gargantado Diabo


Conhecendo o lugar


As 275 quedas d`água das Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu (PR) http://www.cataratasdoiguacu.com.br são fabulosas. O lugar superou todas as minhas expectativas e, sem dúvida, é um dos mais lindos e inesquecíveis que já vi. O local parece uma terra perdida dessas descritas em livros e filmes. Para todo lado que se olha, há uma cachoeira. O nome Iguaçu vem do tupi-guarani e significa “água grande”.

Quando conheci as Cataratas do Niágara https://niagarafalls.ca, lado canadense, achei lindo, mas me disseram que as do Iguaçu eram ainda mais bonitas. E é verdade.


Lugar inesquecível

Em 1986, o Parque do Iguaçu foi reconhecido pela Unesco como patrimônio mundial da humanidade.  Em 2011, foi eleito uma das sete maravilhas naturais do mundo


Passarelas interditadas

No dia 9 de junho de 2014 foi registrado o maior volume de água da história das Cataratas. Veja o vídeo. O recorde anterior tinha sido registrado em 1983. Por outro lado, um dos menores volumes de água foram vistos em 2009. Veja aqui.


Lenda das Cataratas

A lenda mais conhecida sobre a origem das Cataratas é dos índios Caigangues, que viviam às margens do Rio Iguaçu. Leia aqui.

 

Fotos: Arquivo pessoal. As imagens podem ser usadas desde que a fonte seja citada.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s